Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Prefeito Haddad lança campanha “Quem pedala não sente frio”

By Posted on No tags 0

por Romildo Perez

Em resposta às severas críticas recebidas por conta das recentes ações da Guarda Municipal, que recolheu cobertores e colchonetes de moradores de rua em pleno inverno, o prefeito Fernando Haddad lançou hoje a Campanha “Quem pedala não sente frio”, em cerimônia ocorrida na Praça Ramos de Azevedo.

Segundo a assessoria de imprensa do Executivo municipal, o projeto tem por objetivo associar duas grandes bandeiras da administração do petista: o incentivo ao uso da bicicleta e a preocupação com as camadas mais carentes da população. Nele, moradores de rua poderão trocar seus cobertores, colchonetes e roupas de frio por bicicletas. O orçamento para a implantação do projeto provém de realocação de despesas originalmente destinadas à construção de albergues.

Sabemos que esse negócio de albergue não é solução para o problema dos moradores de rua da cidade. É muito investimento para pouco retorno. O que esse pessoal precisa mesmo é de atividade física, suar a camisa para se manter aquecido. Como a cidade é servida por uma grande rede de ciclovias, resolvemos unir o útil ao agradável. Quem pedala não passa frio“, disse o Prefeito.

Indagado sobre a destinação do material arrecadado, Haddad afirmou que “todos esses trapos serão incinerados, pois não podemos admitir a potencial proliferação de doenças e o impacto visual negativo que esses pertences causam na cidade”.

O evento contou ainda com a presença de estudantes, artistas e integrantes de movimentos sociais, que elogiaram a iniciativa da Prefeitura: “a cidade precisa de mais políticas públicas sérias como essa. Esse tem meu voto”, afirmou o intelectual, cineasta e artista plástico Fidel Fulgêncio (62).

Ouvidos pela reportagem, assessores de Haddad apostam suas fichas que a medida será o divisor de águas na campanha do prefeito para a reeleição.

O BomSenso.org acha que o cobertor de Haddad é curto. Bem curto.

[Nota: obviamente, a reportagem acima é totalmente ficcional. Todavia, o cinismo nela contido é proposital. É o mesmo com o qual o Prefeito de São Paulo tem tratado a questão dos moradores de rua. Em 3 anos e meio de mandato, nenhuma política pública efetivamente adotada para tratar de tema extremamente relevante para a cidade. Vergonhoso e desumano]

Quo vadis, São Paulo?