Sign up with your email address to be the first to know about new products, VIP offers, blog features & more.

Presidente Dilma, saia pela porta da frente

Cara Presidente, escrevemos para fazer um apelo ao seu Bom Senso. Contra todos os indícios – declarações, quebras de decoro, desvios de função e palanques armados no Palácio da Alvorada – esperamos que Vossa Excelência possa nos surpreender positivamente. Pedimos então,  Presidente Dilma, que coloque a mão na consciência e tome uma última atitude digna como Presidente do Brasil: a renúncia.

Rogamos que não submeta o país a mais um dia deste governo insustentável, carente de ministros, de quadros, da mínima viabilidade política ou de apoio popular. Que dê um fim misericordioso a este barco sem mastro que melancolicamente aguarda o desenrolar dos acontecimentos que redundarão no naufrágio inevitável. Que entenda que não é do interesse de ninguém dar sobrevida a este governo desnorteado, sem objetivos ou qualquer projeto para o Brasil. Não mais existe sequer, presidente Dilma, um plano de sobrevivência para o seu mandato.

Pedimos também que não faça coro ao ódio irracional daqueles que ainda tentam manter este governo respirando por aparelhos, visando apenas benefícios próprios. Não dê ouvidos aos promotores da guerra de todos contra todos, como Vagner Freitas,  presidente da CUT, João Pedro Stédile, líder do MST e Guilherme Boulos do MSTS, que preferem ver o sangue nas ruas a arriscar viver sem o patrocínio estatal.  Afinal, as organizações radicais que encabeçam  cresceram e prosperaram sob as tetas do PT durante os últimos 13 anos e que, patrocinadas com o dinheiro dos nossos impostos, vêm agora ameaçar a nossa segurança e a ordem civil.

apolo

Lula com sede de sangue.

https://www.youtube.com/watch?v=F3tgAegT9_4

Lula convoca exército do MST para a guerra.

https://www.youtube.com/watch?v=-JozR5-yRx0

O deprimente Discurso de Vagner Freitas, Presidente da Cut, incitando a violência após derrota de ontem na câmara.

https://www.youtube.com/watch?v=wKXZ-IhzDAc

 Carregado de ódio, Stedile diz “Avante Comandante Maduro” e insufla America Latina contra o Brasil.

https://www.youtube.com/watch?v=reHVxCqgrXc

Por favor, Presidente Dilma, tenha a responsabilidade de não insuflar este discurso de ódio. Rechace qualquer apelo à desordem e à violência. Mesmo porque a sociedade não vai tolerar esta insurgência rancorosa e ela será coibida. Não precisamos, porém, passar por isso ou arriscar a integridade física de cidadãos brasileiros.

Imploramos, Presidente Dilma, para que Vossa Excelência não faça política com o fígado e parta para a estratégia do “quanto pior melhor”, esculhambando mais ainda o país para, num revanchismo cego, entregar um estado esfacelado nas mãos Michel Temer.  Seu sucessor legítimo, escolhido por Vossa Excelência e eleito Vice-Presidente em sua chapa.

A Senhora deixa um Brasil na lama. Não o leve ao caos.

Apelamos, Presidente Dilma, para que não dê ouvidos à ira desmedida e rancorosa de seu criador e cabo-mor-eleitoral, Luiz Inácio Lula da Silva, o mesmo que tratou de desaparecer sempre que o seu governo esteve em dificuldades, fingindo não ter nada com isso. E que agora joga um vale-tudo político, não para defendê-la, mas unicamente em causa própria. Afinal, a última esperança de Lula escapar da justiça encontra-se no foro privilegiado que somente a sua permanência na presidência pode eventualmente lhe garantir. Lula, mais uma vez, mostra que só age pautado por seus próprios interesses e que irá para além do fundo do poço se for necessário. Vide o sórdido balcão de negociatas – como nunca antes se viu na história deste pais – que montou em uma suíte presidencial do Hotel Golden Tulip em Brasília, a fim de comprar deputados no atacado e no varejo, com ministérios, cargos, verbas e até malas de dinheiro. Lula, com seu aval e conivência, Presidente Dilma, fez o diabo. Infelizmente para o governo e felizmente para o Brasil, não deu certo.

Como a Senhora sabiamente reconheceu, a partir de agora, presidente Dilma, Vossa Excelência é carta fora do baralho. Reconheça, portanto, que é melhor deixar a mesa de jogo.  A votação de ontem foi a extrema-unção de um paciente moribundo. Não há mais pelo que lutar Presidente Dilma. Resta apenas viver uma espera agoniada e dolorosa pelo apagar das luzes. E quanto mais isso se prolongar Presidente, mais todos, a Senhora incluída,  sairão perdendo. Tenha misericórdia e acabe com o Nosso e o Vosso sofrimento.

Presidente Dilma, em nome da vasta maioria dos Brasileiros, pedimos que deixe o país seguir adiante. É hora do adeus. Oxalá, Presidente, que a Senhora nos surpreenda e resolva honrar esta faixa presidencial que anda tão surrada,  renunciando e saindo de maneira digna pela porta da frente.